Posts Em Destaque

2º PASSO DA GESTÃO PARTICIPATIVA: SABER COMO AS PESSOAS “FUNCIONAM”!

Prosseguindo com os passos para otimizar os talentos da sua equipe, através da gestão participativa, vamos falar neste texto sobre o segundo passo: saber como as pessoas “funcionam”.


Sim, cada membro da sua equipe e você mesmo, “funciona” de uma determinada maneira, no seu jeito de pensar, sentir e agir. Muitos podem ser definidos como diferentes de nós mesmos, e outros, acabam chamando nossa atenção, pela similaridade na forma de ser.

A ferramenta das INTELIGÊNCIAS NATURAIS HUMANAS - INATHU, mostra há mais de 20 anos que funcionamos de maneira diferente, mas que alguns de nós tem muitas semelhanças entre si, ao que definimos como pertencer ao mesmo GNI – Grupo Natural de Inteligência.


Imagine neste momento você dirigindo, orientando e treinando as pessoas de sua equipe todas do mesmo jeito. Seguindo um padrão. Imaginou?

- Isto, por incrível que pareça, acontece ainda em muitas equipes. O líder se baseia na máxima de que todos são iguais e, portanto, deve aplicar os mesmos processos ou comportamentos com as pessoas, para produzir resultados iguais.

Nada mais equivocado, pois somos diferentes sim, e funcionamos de maneira diferenciada e única.


Tomando alguns exemplos das BASES NATURAIS DE INTELIGÊNCIA – BNIs, a Ativa, a Racional e a Emocional.


Um membro da sua equipe ou você mesmo que pertença a BNI ativa, será alguém com muita atividade, que não consegue ficar parado, que gosta de respostas rápidas, adora praticidade e precisa trabalhar com atividades em que possa ter movimento e ação, para que os resultados venham rápido.


Já, as pessoas da equipe que pertençam a BNI Racional, vão ter comportamento diferenciado neste sentido, são mais pragmáticos, buscam pensar muito sobre tudo, demoram mais para dar respostas, pois estão analisando-as. Preferem atividades mais racionais, que exijam planejamento, análise, observação e onde possam imaginar novas formas de fazer.


E as pessoas da BNI Emocional, como agem na equipe? São pessoas que naturalmente se voltam para os relacionamentos, podem ter mais empatia, mais disponibilidade de ajudar e percebem o outro de maneira mais rápida. São muito bons em atividades que exijam relacionamento e interação com as pessoas.


Percebeu como já por estes pontos acima, estamos falando de pessoas muito diferentes? Então, conhecer o comportamento natural das pessoas da sua equipe fará toda a diferença na condução das atividades. Você saberá distribuir as tarefas com mais certeza, pois saberá que tem mais habilidade para esta ou aquela atividade e que, por isto, produzirá mais resultados. E o funcionário, se sentirá mais realizado, pois estará usando as habilidades com as quais nasceu, produzindo mais resultados e com satisfação.

E você poderá afirmar que detém algo muito especial: saberá tratar o ser humano a sua frente como alguém com uma personalidade, que pode ser muito diferente da sua. E este tratamento será mais humanizado, mais assertivo, transformando você em um bom líder de pessoas.


Existem ótimas técnicas e teorias sobre comportamento e personalidade. Você poderá aproveitar estes conhecimentos para poder lidar melhor com sua equipe. O conhecimento INATHU é uma destas ferramentas, que mostra como cada um de nós age, conforme nosso condicionamento natural.


O que não seria indicado para você seguir, de nenhuma forma, é querer que as pessoas ao seu redor, pensem, sintam e ajam conforme o “seu” próprio jeito de ser. Querer que sejam do mesmo jeito que você. Algumas, não se encaixarão neste seu jeito de ser, porque simplesmente são diferentes e pertencem a uma base de inteligência diferente da sua.


Então está aí a importância de conhecer como os outros funcionam, para poder saber se relacionar cada dia melhor com os demais, respeitando, incentivando e valorizando o talento do OUTRO.


(Continua no próximo texto, com o terceiro passo).





Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square