Posts Em Destaque

"A pílula da felicidade"


“A busca de conhecimento é a melhor pílula de felicidade, porque quanto mais conhecemos a profundidade sobre o ser humano, mais temos capacidade de visualizar o todo que somos, o nosso eu integral. Essa integralidade começa pelo eixo principal do PEN, depois vai para os egos de apoio, pelos subegos, intraegos...” (Fernando Mendonça/JF7 - Nível/Módulo IV, 2020)

Essa frase foi dita pelo compilador da descoberta INATHU, ao término de uma das aulas do Nível/Módulo IV, com muita profundidade e que podemos tirar uma reflexão bem útil para o nosso dia a dia.

Já dizia Carlos B. G. Pecotche: "O conhecimento amplia a vida. Conhecer é viver uma realidade que a ignorância impede de desfrutar.". Se pararmos para pensar, o conhecimento permeia a vida humana desde seu início, lá na pré-história, quando o homem ainda agia mais com o instinto do que com a razão.

E com o passar dos tempos, foi se desenvolvendo o seu lado racional e por último o emocional.

Que se desenvolvem e evoluem até os dias atuais.

Isso, é claro, se dá também por conta das transformações que ocorreram e ocorrem no mundo: destruições, guerras, crises, epidemias e tantas outras situações que nos fizeram e fazem, nos reinventarmos, buscarmos alternativas, mas para isso, temos por trás o conhecimento.

Pesquisar, buscar entender, testar, praticar, nada disso aconteceria sem conhecimento.

Nem mesmo as relações estariam tão sociáveis como são hoje em dia, a liberdade de expressão, especialmente para as pessoas menos favorecidas, se não soubéssemos o quão diferente somos, que nem mesmo etnias distintas, formas de relacionamentos e cultura, são justificativas para definir comportamentos.

Mas, você já parou pra analisar, que mesmo estando mais sociáveis, ainda temos tantos conflitos por diferentes ideais e ideias?

Que muitas famílias se corrompem ainda, por falta de compreensão e opiniões?

Muito ainda temos para nos conhecer e nos aprimorarmos. As Inteligências Naturais Humanas, em muito corroboram para uma melhora de bem estar, convívio e melhores relacionamentos. Mas somos seres inteiros, completos, com muitas variações, diferenças culturais e familiares e, nem todos nos demos conta, do quanto ainda precisamos nos aprofundar em NÓS MESMOS!

Conhecer o que nos agrada, o que nos desagrada, nos ajuda também, a entender que as outras pessoas também têm as suas satisfações e insatisfações, que nem sempre o que pensamos é a verdade absoluta. Que temos muito ainda a evoluir e temos condições para isso.

Saber o tipo de Inteligência que faço parte é um grande primeiro passo, que deve ser seguido do 2º, 3º, 4º passos e assim por diante.

Como dito no início, temos um EU INTEGRAL, com inúmeras características, nuances, detalhes e complexidades ainda a serem compreendidas. E que podemos chegar muito mais longe nessa caminhada evolutiva, transformando a própria vida, os relacionamentos, carreira, decisões... sabendo quem somos, saberemos onde queremos pisar.

Busque conhecimento, busque a você mesmo (a)!

Se bateu a curiosidade, clica no link abaixo e conheça um pouco mais sobre essa descoberta!!!

Já aproveita e se inscreve no canal e ativa o sininho!!! ;)

Equipe - Instituto de Evolução Humana